segunda-feira, fevereiro 20, 2006

D. Fernando de Almeida de Trebaruna a Vitória Ensaios de História, Arqueologia e Património



Comemorando o centésimo aniversário do nascimento de D. Fernando de Almeida (1903-2003) a Câmara Municipal reeditou a obra de D.Fernando de Almeida, com a designação "De Trebaruna a Vitória", ainda em 2003, enriquecida com um excelente "À guisa de introdução", da autoria de João Mendes Rosa e Pedro Miguel Salvado. Pelo seu conteúdo verifica-se que o pai de D. Fernando de Almeida, tinha o mesmo nome exercia medicina no partido do Fundão. D. Fernando de Almeida, filho, nascido em 1903, teve como padrinho de baptizado Egas Moniz, futuro prémio Nobel de Medicina. D. Fernando de Almeida (pai) era também médico no Colégio de S. Fiel, onde Egas Moniz foi aluno, tendo, provavelmente, vindo daí os seus contactos. D. Fernando de Almeida (filho) especializou-se em obstetricia e ginecologia, embora de áreas diferentes, trabalhou com Egas Moniz.

Aos cinquenta anos de idade D. Fernando de Almeida decide mudar de rumo, licenciou-se em Arqueologia na Faculdade de Letras de Lisboa. A sua Tese4 de Licenciatura foi sobre a "Egitânia" (1955) e a Tese de Doutoramento sobre "A arte Visigótica em Portugal" (ed. 1962)

António Salvado, recentemente falecido, numa entrevista concedida ao JF, há algum tempo, informava que D. Fernando de Almeida exibia na sala de espera dos doentes a listagem de doentes com dívidas. oão Mendes Rosa e Pedro Salvado, dizem que atendia graciosamente, no seu consultório, os doentes sem recursos. Claro que trata-se de D. Fernando de Almeida (pai) e não do arqueólogo. Aqui fica a correcção.

Sem comentários: