sábado, abril 09, 2011

Entrevista com Manuel Bento-responsável pela sobrevivência da viola campaniça

http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Vida/Interior.aspx?content_id=1826495

Infelizmente a viola beiroa não teve o mesmo destino. Hoje, só na Lousa, anualmente soam os seus acordes. Os executantes actuais, não são capazes de explorar as potencialidades acústicas do instrumento. As cordas toeiras, características do instrumento, foram retiradas ao instrumento. Para quem quiser ver e ouvir, no 3º Domingo de Maio, na Lousa-Castelo Branco, nos festejos da Senhora dos Altos Céus, podem ouvir a viola beiroa. No museu etnográfico, da mesma localidade, podem apreciar o instrumento.

Sem comentários: